Qual é o significado de “firmamento” em Gênesis?

“O primeiro céu é o céu atmosférico onde voam os pássaros e também chamada de camada formada por gases que protege a Terra, que transmite a luz, o som e fornece o ar que respiramos (Gênesis 1:6-8).”

“Gostaria de saber o significado de firmamento em Gênesis, pois lá fala que é o céu. Gostaria de entender exatamente o que Deus criou no segundo dia.”

Segundo o Léxico de Português Hebraico (Strong) o termo “Céus” (hebraico Mymv – “shamayim”) refere-se: céu, céus, firmamento, céu como a morada das estrelas, como o universo visível, a atmosfera, e como a morada de Deus. Tanto a ciência quanto a Bíblia afirmam a existência de três céus, sendo que sobre o terceiro, a ciência difere da Bíblia quanto à sua definição. O primeiro céu é o céu atmosférico onde voam os pássaros e também chamada de camada formada por gases que protege a Terra, que transmite a luz, o som e fornece o ar que respiramos (Gênesis 1:6-8).

O segundo céu é o céu sideral onde se encontram os planetas e as estrelas agrupadas em constelações, e estas em galáxias (Gênesis 1:16,17). Existem mais de 200 milhões de galáxias, tendo em média mais de 200 bilhões de estrelas em cada uma delas. Os planetas giram em torno do sol e junto com as demais estrelas, giram em torno de um ponto comum no meio da galáxia. Todos os planetas e estrelas têm o seu percurso perfeitamente traçado, onde se revolvem em perfeita simetria.

As galáxias também têm o seu percurso, onde giram em torno de um ponto central do universo. Os cientistas não sabem o que é este centro do universo que mantém as galáxias ligadas a ele por uma força imaginavelmente poderosa. Contudo, a Bíblia nos afirma que este centro do universo é o terceiro céu, onde está o trono de Deus. É Deus quem comanda todas estas estrelas, planetas e galáxias, girando harmoniosamente em volta do Seu trono (2 Coríntios 12:2).

É exatamente neste terceiro céu que passaremos o milênio, período que antecede a renovação desta Terra (1 Tessalonicenses 4:17; Apocalipse 20). Desejamos ardentemente que você e sua família estejam presentes e participem das alegrias eternas deste “novo céu e nova Terra” , nos quais habita a justiça” (Apocalipse 21; 2 Pedro 3:13).

A expressão “criou Deus os céus e a terra” (Gênesis 1:1) tem sido compreendida como uma referência ao universo inteiro. Todavia, por causa do foco do relato da criação na Terra, ela também pode designar a Terra e o céu atmosférico que a cerca. Ambos os pontos de vista são possíveis. O segundo dia marca a criação do firmamento. O termo hebraico fala de uma “expansão”, que provavelmente se trata de um indicativo da atmosfera que envolve o planeta Terra, e no verso 8 é chamado de “Céus”.

Fonte: Biblia.com.br