Perguntas de um ateu

“Embora a Bíblia não seja um livro científico, ela sempre esteve à frente da ciência, evidenciando que há perfeita harmonia entre a verdadeira ciência e as Escrituras Sagradas. Veja as evidências:”

Não teria um homem comum estudado muito a história e inventado a Bíblia? Baseado em que Deus existe? Se Deus existe, a Bíblia é a verdadeira palavra dele? Jesus realmente desceu á terra? Se tudo é verdade, como ignorar os cientistas e estudiosos quando ensinam sobre o Big-Bang e a evolução do homem através do macaco?

Suas dúvidas são diversas, mas certamente Deus irá ajudá-lo a ter as evidências que necessita para crer. Em 2 Pedro 1:20, 21 diz: “Sabendo, primeiramente, isto: que nenhuma profecia da Escritura provém de particular interpretação; porque nunca jamais qualquer profecia foi dada por vontade humana; entretanto, homens falaram da parte de Deus, movidos pelo Espírito santo”. A Bíblia é clara ao afirmar que o inventor da Bíblia é o Espírito Santo e não o homem. Você sabia que a Bíblia fez descobertas antes que os cientistas? Veja:

Terra suspensa sobre o nada – “Ele (Deus) estende o norte sobre o vazio e faz pairar a terra sobre o nada”(Jó 26:7) Em torno do ano 1400, ensinava-se nas escolas que o planeta terra estava em cima de um “elefante gigante”. Mas a Bíblia, 3.200 anos antes que Copérnico dissesse que a Terra é suspensa sobre o nada, já dizia!

Peso do ar – “Quando regulou peso do vento e fixou a medida das águas” (Jó 28:25) Antes dos cientistas descobrirem que o ar tem peso, aproximadamente 3.000 antes a Bíblia ensinava sobre isto.

Processo de embriologia – “Pois tu formaste o meu interior, tu me teceste no seio de minha mãe. Graças te dou, visto que por modo assombrosamente maravilhoso me formaste; as tuas obras são admiráveis, e a minha alma o sabe muito bem; os meus ossos não te foram encobertos, quando no oculto fui formado e entretecido nas profundezas da terra. Os teus olhos me viram a substância ainda informe…” (Salmo 139:12-16, primeira parte) Leia também Jó 10:9-11. Antes de a medicina existir, Davi sabia que Deus formou o homem de um modo maravilhoso, e até mencionou que Deus o viu “informe”, ou seja, como um embrião.

Eu lhe pergunto: Como que aqueles homens daquela época, que não tinham o estudo que temos hoje, que não tinham os meios científicos que possuímos (como uma luneta para contar as estrelas, um Avião Espacial para ir ao espaço e ver que a Terra é redonda e que está suspensa sobre o nada, um aparelho para medir o peso do ar, e um equipamento de Ultrasson para ver um embrião ou até mesmo cirurgias cesarianas, que não existiam) iriam saber tudo isso sozinhos? Não existe outra maneira, senão a de um Deus contar-lhes através da inspiração. Na minha mente não posso conceber que os autores Bíblicos aprendessem tudo sozinhos. É um absurdo supor tal coisa! A ciência confirma a Bíblia.

Além das antecipações científicas, existem outras evidências de que a Bíblia é um livro feito por Deus:

1) As profecias Cumpridas – Como os profetas podiam antecipar os acontecimentos que se deram muitos anos depois? A profecia cumprida é um milagre perpétuo, uma prova “indiscutível” de este livro ser divino. Como exemplo, temos a experiência do general Ciro. Cento e cinquenta anos antes de Ciro nascer, Deus descreveu o que o general iria fazer (Isaías 45:1-7). Será que o profeta sabia isto por coincidência?

2) Sua Veracidade Histórica – Isto é confirmado pela Arqueologia moderna; as pedras falam. O mesmo Deus que criou o mundo escreveu o livro. Não há contradições entre as páginas e as pedras.

3) A Unidade das Duas Partes – Embora escrita por mais de trinta homens diferentes, em muitos lugares diferentes e em épocas diferentes, cada parte une-se às outras.

4) O fato de ser inesgotável – É o único livro na história do mundo a que se pode aplicar este adjetivo. Uma pessoa pode começar a estudá-lo no princípio de uma longa vida, e no fim ainda descobrir coisas novas.

5) Sua Adaptabilidade – O livro tem partes que as crianças podem entender, e outras partes que desafiam a mentalidade dos mais sábios do mundo. A Bíblia é adaptável a todas as idades.

6) Seu Ensino Superior – Homens maus não podiam ter escrito a Bíblia, pois ela os condena. O seu padrão é alto, nobre e exigente.

7) Sua Influência – Se fosse um livro humano, nunca poderia ter conseguido o que já conseguiu no mundo durante os séculos. Tem tido, e ainda tem, uma influência benéfica, saneadora e transformadora. Será que um livro criado por homens teria o pode de transformar assassinos em Pregadores?

8) O Testemunho de Cristo – Ele continuamente citou e confirmou as Escrituras. “A Escritura não pode falhar”(João 10:35).

9) O Testemunho da Experiência – Multidões dos remidos de Cristo – tanto no passado como no presente – testificam o valor da palavra de Deus nas suas vidas. “Lâmpada para os meus pés é a Tua Palavra, e luz para os meus caminhos” (Salmo 119:105)

10) Sua Indestrutibilidade – Apesar de todos os esforços dos seus inimigos durante os séculos, para acabar com o Livro de Deus, ele continua sempre, e há de continuar. “A Palavra de nosso Deus permanece eternamente”(Isaías 40:8; 1 Pedro 1:24,25)

11) Sua Universalidade – É o único Livro na história do mundo que tem sido traduzido em parte ou na sua totalidade em mais de 3000 línguas e dialetos. É o único Livro cujos ensinos servem para todos os povos da Terra.

12) Sua Perfeição – Não se pode melhorar a Bíblia. Ninguém pode ter a ousadia de tentar isso, seria ridículo. O Livro é completo e perfeito, evidenciando a mão de Deus.

Concluindo a resposta de sua primeira pergunta, eu lhe pergunto: Como o homem iria estudar a história no princípio para inventar a Bíblia, se não havia ainda a história moderna?

Respondendo à sua segunda pergunta: “Baseado em que Deus existe?”, a resposta é: Baseado na afirmação dele próprio (de sua existência), pois tem autoridade para isso. (Jó 38:4, 40:1, 40:6-9, 40:15-19, 42:1). Em Isaías 40:18 e 26, Deus lhe faz estas perguntas: “Com quem comparareis a Deus? Ou que cousa semelhante confrontareis com ele? Levantai os olhos e vede. Quem criou estas coisas?…” E ele complementa: “Lembrai-vos das coisas passadas da antiguidade: eu sou Deus, e não há outro, eu sou Deus, e não há outro semelhante a mim…” (Isaías 46:9).

Analise, amigo, a criação, por exemplo. O universo com seus bilhões de Galáxias (imagine quantos planetas existem nelas!); os instintos dos animais, que sabem a hora certa de hibernar, de adquirir alimentos, de desovar no período correto (peixes). E o Corpo humano? Como explicar evolutivamente as mamas? Até que se desenvolvessem, os filhos morreriam de fome. E, se eles se alimentam de outra maneira, para que iriam necessitar do leite? E o olho humano? (Até Darwin ficava intrigado com isso) Contem muitos músculos que trabalham harmoniosamente; a retina humana faz inveja aos cientistas especializados em computadores. Seus 100 milhões de bastonetes e de cones, e sua camadas de neurônios, realizam pelo menos 10 bilhões de cálculos por segundo! Seria possível a visão humana ter surgido por acaso? Darwin admitiu que isso era um problema quando escreveu: “Parece impossível ou absurdo, reconhece-o, supor que a [evolução] pudesse formar a visão” (A Origem das Espécies, p. 168)

E assim, poderiam ser numerados muitos outros exemplos. Como disse o Biólogo Edwin Conklin: A probabilidade de a vida originar-se por acaso é comparável á probabilidade de um dicionário completo surgir como resultado da explosão de uma tipografia”. Pode-se formar um dicionário através da explosão de uma tipografia? Claro que não! Imagine o universo com todas as suas criaturas, que é muito mais complexo!

Se Deus existe, obviamente a Bíblia é a Palavra de Deus, pois foi o Espírito Santo quem a inspirou. (2 Pedro 1:20,21; 2 Timóteo 3:16). Jesus disse que a Bíblia é a verdade (João 17:17). Se a Bíblia não fosse a verdadeira Palavra do Senhor, não poderia prever o futuro, nem mesmo transformar as pessoas. Jesus realmente desceu à terra. “Deus não é homem para que minta” (Números 23:19). Se Cristo não tivesse vindo para destruir as obras do inimigo você acha que o diabo já não teria nos matado a muito tempo?

No que diz respeito à sua pergunta: “Se tudo é verdade, como ignorar os cientistas que dizem que evoluímos do macaco?” Analise: A Bíblia é explícita em dizer que o homem foi feito à imagem e semelhança de Deus (Gênesis 1:26 e 27). Já alguns cientistas dizem que descendemos do macaco. É impressionante o quanto o homem está corrompido pelo pecado, alguns chegam ao ponto de preferirem vir de um animal irracional ao invés de um ser Onipotente que é Deus! Algo que deve ficar bem claro para nós é que Deus é a única autoridade no que diz respeito à criação ou aos assuntos espirituais, e não a ciência. “Coisas espirituais se discernem Espiritualmente” (1 Coríntios 2:14,15), e não “humanamente”. Mas será que a ciência é confiável? Vou dar-lhe alguns exemplos (existem muitos) para que você veja que os cientistas são falhos, e que não podemos depositar nossa total confiança em suas “análises”.

Anos atrás os cientistas diziam ter descoberto o ancestral do homem: “o Homem de Nebraska”. Ficaram tão eufóricos que publicaram por todo o mundo. Depois de um tempo de pesquisas, revelou-se mais tarde que o ser que eles julgavam ser ancestral do homem era apenas uma espécie de PORCO extinto! Toda “evidência” provinha originalmente de um único dente e, no entanto, reconstruções completas foram realizadas na época e circularam na capa de várias revistas científicas. Atitude bem pouco científica essa, não? Um outro exemplo de incoerência é a descoberta feita a pouco  tempo sobre o “Homem de Neanderthal”:

♦DNA confirma que Neanderthals não são ancestrais dos humanos (Fonte: ZAZ/Última notícias. Terça, 28 de março de 2000, 17h20).

♦ Testes de DNA realizados em costelas de um ‘menino de Neanderthal’ que morreu há 28 mil anos (de acordo com os cientistas) confirmaram que estes misteriosos hominídios não eram ancestrais dos humanos, anunciaram pesquisadores escoceses e ingleses na terça-feira.

♦ O resultado de uma pesquisa iniciada em 1997, com testes iniciais em vários restos de Neanderthals, desenterrados no Vale Neander, na Alemanha em 1856 confirmou o que a maior parte dos cientistas já suspeitava.

♦ A equipe do professor William Goodwin da Universidade de Glasgow disse que outro fóssil, encontrado em Mezmaiskaya nas montanhas do Cáucaso, no sul da Rússia, evidenciou uma sequência genética muito próxima da encontrada na Alemanha, com apenas 3.48% de diferenças. Mas o mais significante é que nem uma nem outra mostrou qualquer relação com os exemplares humanos da população européia moderna. Isto verifica que o homem moderno europeu não tem nada a ver com o chamado ‘Homem de Neanderthal’, garantem os pesquisadores. O artigo sobre esta pesquisa está na revista ‘Nature’ desta terça-feira.

Depois destes fatos, podemos concluir que a ciência não merece nossa total confiança, pois é muita falha em muitas de suas colocações. Lembre-se: “A verdadeira ciência é aquela que não entra em conflito com os ensinos de seu criador: Deus.” Para crer em Deus temos que conhecê-lo. Faça um propósito de estudar a Bíblia com mais frequência e orar no mínimo três vezes por dia (João 5:39; Daniel 6:10; Salmo 55:17; 1 Tessalonicenses 5:17; Romanos 12:12). Se você tiver uma íntima comunhão com Deus, aprenderá a conhecê-lo e conseguirá confiar nele. Para isso, vou enviar-lhe para você e sua esposa “gratuitamente” um Curso Bíblico, para que conheçam de perto o Senhor Jesus. Sugerimos a leitura de alguns livros que esclarecerão muitas das dúvidas que você tem. São eles:

♦ “Como Conhecer a Deus – Um Plano de Cinco Dias”

♦ “História da Vida”, de Michelsom Borges

♦ “Origens – Relacionando a Ciência com a Bíblia” – Ariel A. Roth

Estes livros podem ser adquiridos diretamente da editora através do site: www.cpb.com.br

Vá até Jesus com suas dúvidas; Ele ama você mesmo assim e está disposto a lhe ajudar: “Todo aquele que o Pai me dá, esse virá a mim; e o que vem a mim, de modo nenhum o lançarei fora” (João 6:37). Através de uma pesquisa sincera e também com a ajuda de Deus, podemos ter certeza de sua existência: “de um só fez toda a raça humana para habitar sobre toda a face da terra, havendo fixado os tempos previamente estabelecidos e os limites da sua habitação, para buscarem a Deus se, porventura, tateando, o possam achar, bem que não está longe de cada um de nós… (Atos 17:26-27).

Fonte: Biblia.com.br