Onde está escrito na Bíblia que o dízimo tem que ser de 10% de tudo o que recebemos?

˜A palavra “dízimo” vem da palavra hebraica “malaser” e da palavra grega “dekate”, e traduzido significa “um décimo”. Todos nós sabemos que “um décimo” é 10%. Portanto, sabemos que a quantia do dízimo deve ser 10% porque este é o significado da palavra.˜

Parece que já nascemos com a tendência de achar que o mundo gira ao nosso redor e que somos donos de tudo. No entanto a Bíblia deixa claro que Deus é o verdadeiro dono de todas as coisas. Quando Ele nos criou, Ele nos deu o domínio para administrarmos o que Lhe pertence. Já parou para pensar que você é um administrador dos recursos de Deus e que Ele requer fidelidade? Afinal de contas, todo administrador possui privilégios, mas também responsabilidades. Vamos estudar o que a Bíblia diz a respeito.

1. O UNIVERSO É PROPRIEDADE DE QUEM? Salmos 24:1

Deus é o Dono de tudo (Colossenses 1:16). Todas as coisas pertencem a Ele, pois Ele é Criador e responsável pela manutenção da vida (Salmo 145:15, 16).

2. GRAÇAS A QUEM OBTEMOS NOSSOS BENS? Deuteronômio 8:17, 18

Deus é quem nos dá forças e sabedoria para adquirirmos riquezas. Então, tudo o que possuímos pertence a Ele, por isso, somos seus mordomos.

3. QUE PEDIDO FEZ DEUS AO SER HUMANO, COMO ATO DE ADORAÇÃO? Levítico 27:30

Mesmo sendo o Dono de tudo, Deus confiou ao homem o gerenciamento da terra e dos seus recursos (Gênesis 1:28; 2:15). Os israelitas foram ensinados a adorar a Deus com o dízimo, ou seja, 10% de tudo o que se produzia. Abraão já tinha esse costume (Gênesis 14:18-20), que perdurou no Novo Testamento (Mateus 23:23; Hebreus 7:2). Além dos dízimos, as ofertas também são mencionadas (Êxodo 36:3; Deuteronômio 16:17, 1 Coríntios 16:2). Enquanto o dízimo aponta nossa fidelidade a Deus, as ofertas revelam nossa gratidão (2 Coríntios 9:5).

A palavra “dízimo” vem da palavra hebraica “maaaser” e da palavra grega “dekate”, e traduzido significa “um décimo”. Todos nós sabemos que “um décimo” é 10%. Portanto, sabemos que a quantia do dízimo deve ser 10% porque este é o significado da palavra.

4. QUAL A FINALIDADE DOS DÍZIMOS NO ANTIGO TESTAMENTO? Números 18:21

Os dízimos no AT eram destinados à manutenção da tribo de Levi. Os levitas eram os líderes espirituais e responsáveis pelos serviços do santuário. No NT, o dízimo era empregado para manter os pregadores do evangelho (1 Coríntios 9:14).

5. O QUE DEUS DIZ A RESPEITO DE QUEM NÃO OFERTA NEM DEVOLVE O DÍZIMO? Malaquias 3:8-10

O que esse verso afirma pode ser forte para alguns, mas é precisamente o que está escrito na Palavra. Quem não é fiel a Deus neste aspecto, está retendo o que não lhe pertence.

6. QUE PROMESSAS FAZ O SENHOR ÀQUELES QUE SÃO FIÉIS? Provérbios 3:9, 10

Se honrarmos a Deus e O colocarmos em primeiro lugar, contaremos sempre com o Seu auxílio e  cuidado (Malaquias 3:10-12; Lucas 12:31).

Fidelidade

*O ponto de partida deste estudo é: Tudo pertence a Deus. Nem nós somos de nós mesmos, sabia? 1 Coríntios 6:19, 20 diz: “Acaso não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo… e que não sois de nós mesmos?” Nosso corpo, nossos talentos, nosso tempo, nossas posses e bens pertencem a Deus.

* O que somos então? Segundo a Bíblia, mordomos. Deus nos deu a sagrada responsabilidade de administrarmos o que pertence a Ele. Em sentido amplo, a mordomia envolve o uso sábio, fiel e abnegado da vida.

* A fim de lembrar ao ser humano que Ele é a fonte de todas as bênçãos, Deus instituiu o sistema de dízimos e ofertas. Esse é um meio, portanto, de louvor e adoração a Deus, em resposta ao que Ele fez e faz por nós.

PROPÓSITO DOS DÍZIMOS E OFERTAS

* O dízimo é sagrado, santo. Ele pertence a Deus (Levítico 27:30, 32). Por isso, não damos o dízimo, mas sim devolvemos o que é de Deus.

* Os dízimos servem exclusivamente para a pregação do evangelho, para a manutenção dos pastores de tempo integral e dedicação exclusiva à pregação (1 Coríntios 9:14). Em Israel, o dízimo era usado exclusivamente para os levitas (Números 18:21, 24).

* O dízimo deve ser entregue à Igreja (Malaquias 3:10), que estabelece uma base salarial única e remunera os seus pastores de modo equitativo, de maneira que o pastor de uma Igreja pequena ganhe igual ao de uma grande. Essa é a prática da Igreja Adventista do Sétimo Dia.

* As ofertas são necessárias para construir, manter e operar as igrejas (pagando contas de limpeza, luz, água), e para empreender a obra médico-missionária, demonstrando o significado prático do evangelho.

* Os dízimos e as ofertas servem para tirar o egoísmo do nosso coração e nos ajudam a colocar nossa confiança não no dinheiro, mas em Deus (Lucas 12:15). Como resultado desse relacionamento de confiança, teremos mais sabedoria para gastar o dinheiro, pois adquirimos uma perspectiva correta da nossa escala de valores, sabendo, assim, diferenciar o que é realmente essencial daquilo que é supérfluo. Também saberemos usar as coisas e amar as pessoas, jamais o contrário.

* A nossa motivação ao devolver o dízimo não é conseguir bênçãos materiais de Deus, mas expressar gratidão e adoração pelas dádivas recebidas. Deus não faz troca com ninguém. Existem igrejas que ensinam a teologia da prosperidade, um tipo de barganha com Deus. Mas Deus não pode ser comparado a um fundo de investimento, não é essa a relação que Ele deseja ter com Seus filhos. O Senhor nos ensina a ofertarmos humildemente e em sinceridade, não por ostentação ou interesse (Lucas 21:1-4).

* A devolução dos dízimos e ofertas coloca Deus e o homem em suas devidas posições: Criador e criatura, Doador e receptor, Deus e mordomo.

Fonte: Biblia.com.br