O que a Bíblia diz sobre o empréstimo?

“A lei levítica proibia o empréstimo com juros a israelitas pobres (Levítico 25:35-37). O conceito era que devia-se emprestar o dinheiro necessário ao israelita pobre sem qualquer garantia. Mas a Bíblia também adverte quanto à imprudência e os riscos de ser fiador de outra pessoa.”

O costume de ter um fiador parece ser comum desde tempos muito antigos. Entretanto, a Bíblia adverte contra a insensatez e imprudência nesta prática.  A lei levítica proibia o empréstimo com juros a israelitas pobres (Levítico 25:35-37). O conceito era que devia-se emprestar o dinheiro necessário ao israelita pobre sem qualquer garantia. A Lei exigia que se um homem emprestava e tomava algo como garantia, ele não devia entrar na casa do seu devedor para retirar a garantia à força. E se um homem pobre entregava suas vestes como garantia, o seu credor devia devolvê-las naquele mesmo dia” (Deuteronômio 24:10-12).

Se tiver que emprestar algum dinheiro, deve-se fazer de forma prudente, de tal maneira que a falta dele não comprometa você e sua família. Caso tenha agido impulsivamente de forma a prejudicar a segurança de sua família, a Bíblia orienta:

“Filho, você é fiador de alguém? Deu a sua palavra e ficou preso na promessa que fez? Então, meu filho, agora você está nas mãos dessa pessoa. Mas há um jeito de sair disso: vá logo e peça que ela livre você dessa obrigação. Não durma, nem descanse; saia dessa armadilha, como um passarinho ou uma gazela escapa do caçador” (Provérbios 6:1-5).

“Se vivemos segundo o que a Palavra de Deus nos ensina, descobriremos que ela é proveitosa neste mundo presente, somos mordomos de nossa essência material e temos de responder ao Senhor pela maneira pela qual nos dispomos dela; não é bom desperdiçá-la com precipitações ou em planos que nos levem a dificuldades e tentações. O homem nunca deve ser avalista de mais do que é capaz e está disposto a pagar, e pode permitir-se pagar sem causar dano à sua família; deve considerar cada soma de dinheiro pelo qual esteja comprometido como se fosse uma dívida própria.” (Comentário Bíblico, Matthew Henry, p. 10).

Tenha cuidado quando confirmar um empréstimo de outra pessoa. A orientação bíblica é clara: “Não aceite ser fiador de ninguém, porque, se você não puder pagar a dívida, levarão embora até a sua cama” (Provérbios 22:26, 27). Todo o homem deveria ser justo consigo mesmo e com a sua família. Portanto, se não for possível cumprir sua palavra, siga a orientação bíblica: “vá logo e peça que ela livre você dessa obrigação” (Provérbios 6:3). Seja humilde, peça perdão por ter agido impulsivamente. Busque a Deus, e ore fervorosamente para que os seus pecados sejam perdoados.

Também devemos ser cautelosos em contrair empréstimos. A Bíblia diz: “O rico domina sobre os pobres; e o que toma emprestado é servo do que empresta” (Provérbios 22:7). Isto mostra quão importante é que os homens se mantenham sem dívidas.

O que as Escrituras dizem sobre o pagamento dos empréstimos? “Dai a cada um o que lhe é devido: a quem tributo, tributo; a quem imposto, imposto; a quem temor, temor; a quem honra, honra. A ninguém devais coisa alguma, senão o amor recíproco; pois quem ama ao próximo tem cumprido a lei” (Romanos 13:7-8).

Fonte: Biblia.com.br