Existiu outro ser humano antes de Adão?

“Como se explica Gênesis 1:26 que diz: “Façamos o homem à nossa imagem”?”

“Quando Adão foi criado por Deus já existiam homens na Terra? Como se explica Gênesis 1:26?”

De acordo com o registro bíblico Adão foi o primeiro homem criado por Deus, de quem descendeu toda a humanidade (Atos 17:26). Em Gênesis o relato sagrado proclama, logo ao início, a preeminência do homem sobre todas as outras criaturas da Terra. A terceira pessoa do plural era quase unanimemente considerada pelos teólogos da igreja primitiva como um indicativo das três pessoas da Divindade. A expressão “façamos o homem à nossa imagem” (Gênesis 1:26) requer a presença de pelo menos duas pessoas conferenciando entre si. As declarações de que o homem devia ser feito à “nossa” imagem e de que ele foi feito à imagem de “Deus” levam à conclusão de que os que estão dialogando devem ser membros da mesma Divindade. Essa verdade, subentendida no Antigo Testamento em várias passagens, como essa que está em questão e outras (Gênesis 3:22; 11:7; Daniel 7:9, 10, 13, 14), é plena e claramente revelada no Novo Testamento, onde se diz em termos inequívocos que Cristo, a segunda pessoa da Divindade, chamado Deus pelo próprio Pai (Hebreus 1:8), esteve associado a Seu Pai na obra da Criação. Textos como João 1:1-3 e 14; 1 Coríntios 8:6; Colossenses 1:16 e 17; e Hebreus 1:2 nos ensinam não só que Deus o Pai criou todas as coisas por meio de Seu Filho, mas também que toda a vida é preservada por Cristo (Colossenses 1:17).

Embora a plena luz dessa verdade só tenha brilhado sobre as páginas do Novo Testamento, e ainda que a compreensão clara das diferentes pessoas da Divindade não pudesse ser alcançada só pelas passagens do Antigo Testamento, a evidência inicial da existência de Cristo no tempo da criação como colaborador de Seu Pai já estava presente na primeira página da Bíblia. Esses textos não oferecem dificuldades para aqueles que creem na inspiração do Antigo Testamento bem como do Novo Testamento, tendo em vista o fato de que uma parte explica outra e que ambas se encaixam harmoniosamente como pedras de um belo mosaico. Não só os versos 26 e 27 contêm um vislumbre da atividade de Cristo como a segunda pessoa da Divindade nessa obra da criação, mas o verso 2 menciona o Espírito Santo como colaborador na mesma obra. Temos, portanto, justificativa para declarar que a primeira evidência da Divindade se encontra na primeira página da Bíblia. E esse mistério foi sendo colocado numa luz mais clara à medida que os diversos autores bíblicos foram movidos para revelar mais plenamente essa verdade.1 A pluralidade da ordem “façamos” apoia a pluralidade da divindade.

Portanto, quando Deus disse “façamos o homem à nossa imagem”, Ele está conversando com Cristo e o Espírito Santo. A partir da criação do homem, toda a humanidade descendeu de Adão (Atos 17:26). O contexto de Gênesis 1:26 revela que ser criados à imagem de Deus significa que somos de forma especial diferente do restante da Criação. Fomos criados à Sua semelhança, para pensarmos como Ele e para O refletirmos.

Fonte: Biblia.com.br

_______________

1 Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, p. 196, 197.