É pecado casar-se com uma pessoa que já foi casada?

˜Não há na Escritura nenhum ensinamento direto sobre novo casamento após o divórcio. Existe, no entanto, uma forte implicação nas palavras de Jesus em Mateus 19:9 no sentido de permitir o novo casamento de uma pessoa que permaneceu fiel, cujo cônjuge foi infiel ao voto matrimonial.˜

“Gostaria de saber se é pecado casar-se com uma mulher que já foi casada e que deixou seu marido porque nunca gostou realmente dele. Casou-se obrigada porque engravidou e seu pai não permitiu que ela, na época, com 16 anos, ficasse sozinha para criar um filho. Hoje namoro essa pessoa. Ela gosta muito de mim. Pretendemos nos casar. Tenho 27 anos e nunca me casei e ela tem 25. Tenho essa dúvida muito grande no meu coração. Apesar de gostar muito dela, quero obedecer a vontade de Deus. Me ajudem a discernir o que é certo.”

Algumas pessoas têm se deparado com estas questões e sobre o que a Bíblia diz acerca do novo casamento. Vejamos o que a Bíblia ensina sobre este tema. De acordo com Romanos 7:2, o casamento deve durar por toda a vida. “Porque a mulher casada está ligada pela lei a seu marido enquanto ele viver; mas, se ele morrer, ela está livre da lei do marido” (Romanos 7:2).

Cristo reconhece somente uma razão válida para o divórcio. A Bíblia diz em Mateus 5:32: “Eu, porém, vos digo que todo aquele que repudia sua mulher, a não ser por causa de infidelidade, a faz adúltera; e quem casar com a repudiada, comete adultério.”

Não agrada a Deus que as pessoas se divorciem. Quando ocorre a infidelidade, Deus concorda que se separem; entretanto mesmo assim não ordena. Quando entre o casal tem havido fidelidade, eles não devem se separar.

A Bíblia diz em Malaquias 2:14-16: “E vocês ainda perguntam: ‘Por quê?’ É porque o Senhor é testemunha entre você e a mulher da sua mocidade, pois você não cumpriu a sua promessa de fidelidade, embora ela fosse a sua companheira, a mulher do seu acordo matrimonial. Não foi o Senhor que os fez um só? Em corpo e em espírito eles lhe pertencem. E por que um só? Porque ele desejava uma descendência consagrada. Portanto, tenham cuidado: Ninguém seja infiel à mulher da sua mocidade.
‘Eu odeio o divórcio’, diz o Senhor, o Deus de Israel, e ‘o homem que se cobre de violência como se cobre de roupas’, diz o Senhor dos Exércitos. Por isso tenham bom senso; não sejam infiéis.”

Se um dos cônjuges se divorcia por outra razão além de adultério, deve permanecer solteiro. A Bíblia diz em 1 Coríntios 7:10-11: “Todavia, aos casados, mando, não eu mas o Senhor, que a mulher não se aparte do marido; se, porém, se apartar, que fique sem casar, ou se reconcilie com o marido; e que o marido não deixe a mulher.”

Não há na Escritura nenhum ensinamento direto sobre novo casamento após o divórcio. Existe, no entanto, uma forte implicação nas palavras de Jesus em Mateus 19:9 no sentido de permitir o novo casamento de uma pessoa que permaneceu fiel, cujo cônjuge foi infiel ao voto matrimonial. “Eu, porém, vos digo: quem repudiar sua mulher, não sendo por causa de relações sexuais ilícitas, e casar com outra comete adultério [e o que casar com a repudiada comete adultério]” (Mateus 19:9). Portanto, entende-se que se houve divórcio decorrente de infidelidade conjugal por parte do cônjuge, a parte inocente fica livre para um novo casamento.

Vale ressaltar que o problema do divórcio e do novo casamento só poderá ser visto em sua verdadeira luz se for observado do ponto de vista do Céu, tendo como pano de fundo o Jardim do Éden. Portanto, para compreender melhor esse assunto, leia aqui o artigo “Casamento, divórcio e novo casamento”.

Fonte: Biblia.com.br