É pecado beber uma cervejinha?

“Evidências científicas confirmam os avisos da Bíblia sobre bebidas fortes. O álcool é um veneno. Cada gole de qualquer bebida alcoólica destrói células preciosas do cérebro. Uma vez destruídas, essas células nunca mais são substituídas.”

“Gostaria de saber se é pecado beber uma cervejinha, só uma mesmo, pelo menos um dia na semana. Eu não bebo direto, mas quando está aquele calor dá uma vontade de beber uma cervejinha! Minha esposa não gosta muito. Não é pra sentir algum tipo de sensação alcoólica, é só pra refrescar. O que faz mal é o vício, não é? Por favor, me ajudem.”

Já experimentou tomar água gelada? Refresca, hidrata, alimenta e foi Deus que fez! Fica a dica. Na Palavra de Deus somos avisados sobre os perigos das bebidas alcoólicas. Deus diz: “O vinho é escarnecedor, e a bebida forte alvoroçadora; todo aquele que por eles é vencido, não é sábio” (Provérbios 20:1).

Sei que você vai me dizer que não é vencido pela bebida, mas escute isso: não se engane! Um gole aqui, um gole ali, muito de vez em quando, pode fazer um estrago a longo prazo! Você, com certeza, não sabe o que uma simples “latinha” pode fazer com você. Evidências científicas confirmam os avisos da Bíblia sobre bebidas fortes. O álcool é um veneno. Cada gole de qualquer bebida alcoólica destrói células preciosas do cérebro. Uma vez destruídas, essas células nunca mais são substituídas. Sabe o que isso significa? Com o tempo, você provavelmente terá dificuldades em se concentrar, raciocinar, aprender coisas complexas, sem contar que o seu poder de discernimento estará comprometido.

Lembre-se que Deus se comunica com a gente através da mente! Como as bebidas alcoólicas afetam aqueles que as tomam? A Bíblia diz em Provérbios 23:29-35: “Para quem são os ais? Para quem os pesares? Para quem as pelejas, para quem as queixas? Para quem as feridas sem causa? E para quem os olhos vermelhos? Para os que se demoram perto do vinho, para os que andam buscando bebida misturada. Não olhes para o vinho quando se mostra vermelho, quando resplandece no copo e se escoa suavemente. No seu fim morderá como a cobra, e como o basilisco picará. Os teus olhos verão coisas estranhas, e tu falarás perversidades. Serás como o que se deita no meio do mar, e como o que dorme no topo do mastro. E dirás: Espancaram-me, e não me doeu; bateram-me, e não o senti; quando virei a despertar? ainda tornarei a buscá-lo outra vez.”

Há muitos corpos doentes e lares desfeitos por causa do álcool. É importante nos lembrarmos que Cristo não veio restringir nossa liberdade, como alguns pensam, mas que desfrutemos de uma vida cheia de riquezas, com Ele. Jesus disse: “Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância” (João 10:10).

Nossa alimentação tem muito a ver com nossa religião! Deus disse: “Quer comais, quer bebais, ou façais qualquer outra coisa, fazei tudo para a glória de Deus” (1 Coríntios 10:31).

O sexto mandamento diz: “Não matarás” (Êxodo 20:13). A maioria dos religiosos concorda que isso inclui o suicídio. Mas alguns cristãos têm a ideia de que o suicídio é pecado apenas se for cometido repentinamente. Se cometido aos poucos, parece que não importa. Note o que Paulo diz à igreja de Corinto: “Acaso, não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo que está em vós, o qual tendes da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos?” (1 Coríntios 6:19).

No terceiro capítulo do mesmo livro, ele declara essa mesma verdade numa linguagem ainda mais forte: “Não sabeis que sois santuário de Deus, e que o Espírito de Deus habita em vós? Se alguém destruir o santuário de Deus, Deus o destruirá; porque o santuário de Deus, que sois vós, é sagrado” (1 Coríntios 3:16, 17).

O cuidado com a saúde é um assunto sobre o qual muitos falam, mas não fazem quase nada a respeito. No entanto, é algo muito importante. Saúde é o que as pessoas mais desejam no mundo. É uma prioridade!

Por que Deus quer que nos cuidemos? Pela mesma razão que você pede a alguém querido que se cuide. É porque você lhe ama. Deus nos ama tanto que quer que sejamos saudáveis e felizes. O pensamento de Deus sobre isso pode ser sintetizado assim: “Amado, acima de tudo faço votos por tua prosperidade e saúde, assim como é próspera a tua alma” (3 João 2).

Uma das maiores necessidades do coração humano é sentir-se amado e querido. Satisfazer a necessidade de quem amamos e saber que essa pessoa satisfaz nossa necessidade é a base de um companheirismo saudável. Um casal que tem esse tipo de experiência juntos é verdadeiramente feliz. Quando pais e filhos compartilham essa experiência, o conflito de gerações desaparece. Deus nos ama e deseja nos ensinar não só o que quer para nós, mas também o que quer para Ele. Ele não restringe nosso regime alimentar para nos privar de prazeres! Ele diz: “Eu o amo, então, por favor, cuide-se!”.

Quanto Deus nos ama? A única medida que temos é a cruz do Calvário. Seu valor para Deus não pode ser calculado. Para mostrar sua gratidão e amor para com Ele, você pode cuidar do maravilhoso corpo que Ele lhe deu.

Perguntas para consideração:

(1) Você acredita sinceramente que Deus é glorificado no ato de beber uma cerveja?
(2) Por que as bebidas alcoólicas são proibidas para menores?
(3) Por que são consideradas drogas?
(4) Você considera o vício uma doença ou pecado?
(5) Como se começa um vício?

Textos bíblicos para refletir:

“Comportemo-nos com decência, como quem age à luz do dia, não em orgias e bebedeiras, não em imoralidade sexual e depravação, não em desavença e inveja. Pelo contrário, revistam-se do Senhor Jesus Cristo, e não fiquem premeditando como satisfazer os desejos da carne” (Romanos 13:13-14).

“Não se embriaguem com vinho, que leva à libertinagem, mas deixem-se encher pelo Espírito” (Efésios 5:18).

Fonte: Biblia.com.br