Coloquei meu casamento nas mãos de Deus, então por que ele acabou?

˜Coloquei o casamento nas mãos de Deus, então por que não deu certo? Esta pergunta é importante, pois, além de proporcionar uma reflexão sobre o ideal de Deus para o casamento, pode também revelar alguns aspectos do relacionamento em que o propósito divino não foi alcançado. Para um casamento dar certo…˜

Contudo, devemos compreender que para um casamento dar certo e proporcionar satisfação, alegria e felicidade, o casal precisa se manter unido a Cristo e renovar essa experiência todos os dias. Se um dos cônjuges desiste desse ideal de comunhão, o outro deve tentar ajudá-lo a se reconectar com Cristo.

Se Deus permitiu que houvesse uma separação ou divórcio, não foi porque Ele quis que isso acontecesse, mas porque não poderia forçar um cônjuge a permanecer ao lado do outro, pois Ele respeita o livre arbítrio de cada um. Este é um ponto que merece uma ponderação. O amor não é opressivo ou ditatorial. Na verdade, para existir o amor é preciso haver liberdade. A Bíblia diz que “Deus é amor” (1 João 4:8). Deste modo, Ele não força a nossa vontade. Como um Pai amoroso, Deus sofre quando Seus filhos fazem escolhas erradas.  Ele trabalha incansavelmente a fim de impressionar a nossa consciência para aquilo que é correto, mas Ele também oferece espaço para nossas escolhas, mesmo sabendo que aquilo que queremos muitas vezes é precisamente o que nos destrói (Gálatas 6:7, 8).

Deus conhece e entende a dor de quem passa pela experiência de um divórcio e oferece o Seu conforto, cura e paz. Nas horas difíceis da vida somos desafiados a colocar toda a nossa confiança em Deus e a crer que, mesmo na dor, Deus está trabalhando para nos abençoar (Romanos 8:28). Tal momento pode ser oportuno para se fazer uma reflexão sobre os erros e acertos que ocorreram no casamento, e usar a experiência negativa para extrair lições positivas de aprendizagem e crescimento. Satanás tenta nos conduzir ao desânimo e à desesperança, mas lembre-se de que as situações ruins e até mesmo o fracasso podem se transformar, através da ação divina, em instrumentos de vitória.

Se ainda existe a possibilidade de restauração é necessário permitir que a vida e a vontade sejam guiadas por Deus. Por esta razão é preciso dedicar tempo todos os dias para a leitura, estudo da Bíblia e prática da oração. Através dessas iniciativas é possível conhecer a vontade divina e receber orientações sábias para todas as áreas da vida (Romanos 12:2). Deus é real e promete conceder sabedoria a todos aqueles que pedirem (Tiago 1:5, 6).

Fonte: Biblia.com.br