Base teológica para o dízimo: Neemias

˜No livro de Neemias é declarado que o dízimo impõe responsabilidades não só sobre o doador, mas também sobre o recebedor. Deus espera que os que administram o dízimo façam-no corretamente.˜

Neemias 10:38 e 39 é parte de uma cerimônia de renovação de concerto. (…) O dízimo é mencionado entre as estipulações do concerto. (…)

Após doze anos em Jerusalém, Neemias retornou à Pérsia (432 a.C). Logo após sua partida, a condição espiritual do povo começou a deteriorar-se. (…) Os sacerdotes perderam de vista seu elevado chamado. Eliasibe, o sacerdote responsável pela câmara do tesouro do dízimo, autorizou Tobias, um amonita, a estabelecer residência numa das câmaras interiores do templo, profanando-o (Neemias 13:4, 5). Nesse tempo (…) o povo parou de dizimar (Neemias 13:10).

Neemias voltou inesperadamente a Jerusalém e tomou conhecimento da queda espiritual do povo e seus dirigentes. Seu primeiro ato foi expulsar Tobias do templo e reconsagrar o lugar. Depois chamou os levitas de volta e solicitou ao povo que trouxesse seu dízimo ao Senhor.

O fracasso do povo em trazer os dízimos ao Senhor foi influenciado por aquilo que estava acontecendo no templo sob a direção dos sacerdotes. O fato de o templo ter sido profanado e as ofertas usadas indevidamente “levou o povo a deixar de ser liberal. Perderam seu zelo e fervor e relutavam em devolver o dízimo. A tesouraria da casa do Senhor era suprida pobremente.” As reformas de Neemias “inspiraram o povo com confiança e todo o Judá trouxe os dízimos” ao Senhor.

Estava correta a atitude do povo? Era justificável reter o dízimo ou parar de dizimar porque havia corrupção entre os sacerdotes? Certamente que não! Neemias não aceitou a atitude do povo, mas lembrou-o de seu compromisso com o templo (Neemias 10:39). (…) O Senhor esperava que tanto os sacerdotes como o povo cumprissem suas responsabilidades.

Esse fracasso da parte dos sacerdotes e levitas tinha de ser corrigido. (…) A reforma restaurou a confiança do povo em seus dirigentes.

No livro de Neemias é declarado que o dízimo impõe responsabilidades não só sobre o doador, mas também sobre o recebedor. Deus espera que os que administram o dízimo façam-no corretamente.

Fonte: Biblia.com.br

_______________

10 Angel M. Rodriguez, Teologia dos Dízimos e Ofertas, p. 60-62